Gestão

O que fazer quando você não sabe o que fazer?

Reflexões sobre artigo da HBR Harvard Business Review
quarta-feira Março 21, 2012
por Leonard A. Schlesinger, Charles F. Kiefer, e B. Paul Brown

Quando agir e intuir supera o prever...

Você está frustrado? E por que isso ocorre?

A maioria de nós foi preparado com muito esforço para um futuro esperado e mas as coisas não sairam como planejado. Isso é verdade se você foi ou será demitido, se é recém formado e se sente subempregado ou se é um gerente que enfrenta resistencias constantes em sua equipe ou ainda se você é um empresário que se depara com tecnologias inovadoras e novos concorrentes que parecem surgir do nada para destruir sua indústria.

Tudo isso é extremamente confuso e perturbador.

Mas não foi assim que nos contaram que seria. Crescemos acreditando que o futuro era razoavelmente previsível e que, se estudássemos muito, poderíamos conquistar o trabalho que quiséssemos, num ambiente que dominaríamos e onde viveríamos uma vida feliz e bem sucedida.

Não ocorreu exatamente dessa maneira (mesmo para aqueles de nós que se sentem felizes). Muitos, talvez a maioria, não estão fazendo progressos na conquista do que almejam.

Acreditamos que a razão é muito simples. A maneira como fomos ensinados a pensar e agir só funciona bem num futuro previsível, mas isso não ocorre no mundo como ele é hoje.

Você domina os passos para lidar com um universo previsível:

  1. Você (ou sua familia, professores ou chefes) projeta como será o futuro;
  2. Constrói os planos para atingir esse futuro e seleciona o caminho ideal;
  3. Acumula os recursos necessários (educação, dinheiro, etc.) para concretizar seu plano;
  4. E, então, vai e transforma esse plano em realidade.

Nossa educação e nossas organizações nos doutrinaram tão intensamente nessa linha de raciocínio que essa é, provavelmente, a única forma que usamos em toda e qualquer situação.

Mas o que seria uma abordagem inteligente frente a um futuro conhecido e previsível deixa de sê-lo quando as coisas se tornam imprevisíveis. E é ai que está o cerne das frustrações que a maioria de nós sente. As coisas simplesmente não são mais tão previsíveis quanto no passado.
Em um mundo onde não é mais viável planejar ou prever o caminho do sucesso, qual é melhor maneira de alcançar seus objetivos? Essa é uma pergunta difícil, ainda mais nos dias atuais em que tornou-se um clichê verdadeiro dizer que “a única constante parece ser a mudança” – é uma questão que todos temos que resolver.

Você precisa de uma nova e diferente abordagem.

Nós temos uma resposta. É um método testado para navegar num mundo de incertezas, uma abordagem que complementará o tipo de raciocínio a que fomos acostumados. Ele irá ajudá-lo a lidar com altos níveis de incerteza, não importa que tipo de situação você enfrente.
Sabemos que funciona, porque os empreendedores – pessoas que têm que lidar com incerteza a cada dia – o usam com sucesso o tempo todo. É também a abordagem usada no Babson College – a melhor escola de empreendedorismo do mundo.

Em Babson, chamam esta abordagem de “pensamento empresarial e ação” e que nós descrevemos como “Agir, Aprender, Construir e Repetir”.

Com base nas pesquisas de Saras D. Sarasvathy, da Universidade de Virgínia Darden School of Business e em outros trabalhos semelhantes desenvolvidos no Babson College, esta abordagem é um processo pré-testado para lidar com o desconhecido.
Em resumo, diante de um futuro desconhecido, os empreendedores agem. Eles lidam com a incerteza não tentando analisá-la ou planejando-se para cada contingência ou então tentando prever quais serão os resultados.

Em vez disso, eles agem, aprendem com o que encontram e agem novamente. Mais especificamente, o processo é mais ou menos assim:

1. Comece com desejo.

Você encontra/pensa em algo que você deseja. Você não precisa de muita paixão, você só precisa de força de vontade suficiente para começar.

2. Dê um passo inteligente tão rápido quanto possível em direção ao seu objetivo.

O que é um passo inteligente? É aquele onde você age rapidamente com os meios ao seu alcance. O que você sabe, quem você conhece e tudo o mais que estiver disponível.
Você deve garantir que esse passo nunca custará mais do que lhe seria aceitável, pois, do contrário, as coisas não funcionarão.
Ao longo do caminho, você vai atrair outros para aumentar os recursos, diluir o risco e confirmar a qualidade de sua ideia.

3. Reflita e construa a partir do que você aprendeu ao tomar aquele primeiro passo.

Você precisa fazer isso porque cada vez que você age, a realidade muda.
Às vezes, o passo dado o leva muito perto do que você quer ou, às vezes, você muda o que deseja. Se você prestar atenção, você sempre aprende alguma coisa.
Então, depois de agir, pergunte: Será que suas ações o levaram mais perto de seu objetivo? Ou você precisa atrair recursos adicionais para chegar ainda mais perto? Você ainda quer obter seu objetivo?

4. Repita.

Agir. Aprender. Construir. Repetir. É assim que os empreendedores seriais bem sucedidos combatem a incerteza. E o que funciona para eles certamente funcionará também para todos nós.

A Fábrica de Soluções

Nós da Impulsus Assessoria Empresarial acreditamos que essa é certamente uma nova abordagem. Não significa que devemos passar a fazer as coisas de forma sem pensar. Apenas enfatiza a necessidade de obtermos resultados através da ação imediata enquanto fazemos aproximações sucessivas em direção à conquista de nossos objetivos.

Para isso é preciso a ousadia de quebrar paradigmas e alterar processos, otimizar e reinventar-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *